Categorias
Nutra-se Saúde em Foco

Imunidade e Vitamina D: Qual a melhor forma para suplementar?

A Vitamina D é um nutriente chave para a saúde, que participa de inúmeras funções no organismo. Mas a sua maior fama é pelo envolvimento no reforço da imunidade.   Na realidade vivemos uma epidemia global, que é cada vez mais evidente com a incidência da deficiência de Vitamina D. Por este motivo, a suplementação de Vitamina D é uma prática cada vez mais comum, que com ela, surge a dúvida: Qual a melhor forma para suplementar Vitamina D?

Deficiência de Vitamina D

A vitamina D pode ser sintetizada na pele por meio da exposição solar e também pode ser oferecida por meio da alimentação e suplementação. A baixa exposição ao sol, seja pelo medo de se expor aos raios UV, a baixa incidência de sol no período do inverno ou de chuvas, ou ainda, uma rotina que não inclua atividades ao ar livre, assim como a ingestão insuficiente de alimentos fonte de Vitamina D, que são de origem animal, so fatores que podem levar a deficiência dessa vitamina. A deficiência de Vitamina D tem sido relacionada com Diabetes tipo II, hipertensão, esclerose múltipla, doença inflamatória intestinal, lúpus, artrite reumatoide e resistência a insulina. Por ter atividade imunomoduladora, a deficiência de Vitamina D também pode estar relacionada a doenças da desregulação imune, uma manifestação que poderia ser refletida na fadiga e na sonolência diurna excessiva. Com isso, pessoas com níveis mais baixos de vitamina D podem apresentar sintomas de fadiga, fraqueza muscular, cansaço excessivo e até depressão, que são queixas comuns nos consultórios.

Entenda como a Vitamina D ajuda na imunidade

Por atuar no funcionamento do sistema imune, a Vitamina D tem efeitos positivos em relação à resposta imunológica. Ela atua como um fator crucial na regulação de respostas imunes inatas e adaptáveis. A Vitamina D tem propriedades imunoregulatórias nas respostas à agentes agressores, que pode ser interessante tanto a primeira linha de defesa, quanto o final da resposta das “células T”. Cada tipo de célula T é fundamental para a proteção imunológica contra infecções, mas a desregulação das respostas dessas células, pode causar doenças (autoimune), quando elas são ativadas cronicamente, ou, excessivamente. O papel da Vitamina D, é justamente o controle dessas respostas imunes. Portanto, o controle da ativação e proliferação das células imunes é importante para a eliminação da infecção e para prevenir a inflamação, devido a sua ativação crônica. Neste sentido, foi demonstrado que a vitamina D pode melhorar a imunidade inata, regulando a expressão e excreção de peptídeos antimicrobianos dominantes em células imunes, o que melhora ainda mais a defesa mucosa contra várias infecções virais. Estudos epidemiológicos associaram a deficiência de vitamina D ao aumento da sensibilidade a infecções respiratórias virais agudas.

Qual a melhor forma para suplementar Vitamina D?

Já se sabe que a Vitamina D como colecalciferol ou D3 é a forma química mais natural em que ela se apresenta, ou seja, é esta a forma que é produzida pelo nosso organismo quando estamos expostos diretamente aos raios solares. Nesta forma, a vitamina é mais biodisponível, por ter maior potência para ser convertida na forma ativa da Vitamina D dentro do organismo. Na forma Lipossomal a Vitamina D3 – Vitamina D3 Lipossomal –  apresenta maior taxa de absorção, que pode chegar a aproximadamente 100%, se comparada às formulações em pó.

A Vitamina D3 Lipossomal passa por uma tecnologia que a envolve em uma camada externa de fosfolipídeos contidos no óleo de girassol. Ao ser lipossomada ela possui maior absorção e é melhor utilizada dentro do organismo.

Funciona assim: a Vitamina D3 fica envolvida por pequenas partículas de lipossomas solúveis em gordura que protegem o seu componente ativo, formando uma camada externa feita de lipídeos semelhantes às que estão presentes na nossa membrana celular (fosfolipídeos).  As nossas células intestinais, que ficam no sítio de absorção de nutrientes, são compostas por fosfolipídeos nas membranas, deste modo, reconhecem e são compatíveis à estrutura lipossomal. Isso possibilita que a Vitamina D3 chegue intacta ao campo de absorção e seja “liberada” diretamente para a corrente sanguínea.

Quais as vantagens da Vitamina D3 Lipossomal?

– Facilita e aumenta o teor de absorção da Vitamina D3; – Permite um consumo maior de Vitamina D3; – Envolve e protege a Vitamina D3 para que ela seja totalmente absorvida; – Em apenas 01 Cápsula é possível consumir 2.000 UI de pura Vitamina D3; – É oferecida na forma de Colecalciferol que é uma forma química mais natural e potente; – A Vitamina D3 facilita a absorção do cálcio; fortalece ossos e dentes; aumenta a força muscular; diminuir o risco de diabetes e melhora o sistema imunológico.

A suplementação de Vitamina D3 Lipossomal é indicada para normalizar os níveis séricos de Vitamina D, ou para prevenir o risco de deficiência clínica desta vitamina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.