Categorias
Bem estar Nutra-se

Multivitamínico: A importância das vitaminas e minerais!

A falta de nutrientes no organismo pode gerar um quadro de carência nutricional, que poderá ser refletido em alguma desordem metabólica.

Você sabia que muitos desconfortos, dores ou sensações de mal estar sentidos diariamente podem ser causadas pela falta de vitaminas e/ou minerais?

Entenda melhor como os nutrientes certos podem auxiliar na manutenção da sua saúde.

Para que serve o multivitamínico?

Em virtude das mudanças no padrão alimentar tem-se observado um maior consumo de alimentos altamente processados, pobres em nutrientes e com alta densidade calórica, em substituição ao consumo de alimentos mais nutritivos e variados, como as frutas, verduras, cereais e grãos integrais.

Com essa mudança na alimentação e no estilo de vida das pessoas, as necessidades nutricionais diárias podem não estar sendo contempladas pela alimentação. 

Multivitamínico e falta de vitaminas e minerais

Desânimo, falta de energia, mau humor, memória prejudicada, anemia, irritabilidade, dores musculares, insônia, queda de cabelo, pele ressecada, unhas quebradiças, são algumas das manifestações da carência de nutrientes.

É comum encontrar pessoas que se queixam de algum desconforto diário, sem se darem conta que a causa pode ser decorrente da falta de nutrientes no organismo.

Sabemos que manter um padrão alimentar que contemple todos os nutrientes nas proporções adequadas não é tarefa fácil.

Portanto, uma alimentação deficiente em vitaminas e minerais, somado ao estresse, radicais livres, poucas horas de sono, exposição insuficiente ao sol, é o pacote perfeito para o declínio da saúde.

Quais os benefícios das vitaminas e minerais?

A suplementação com multivitamínico visa oferecer ao organismo as vitaminas e minerais em proporções adequadas às necessidades diárias, impedindo o desenvolvimento ou a progressão de carências nutricionais que por ventura possam causar alguma injúria ou desordem metabólica, retardar o envelhecimento precoce, combater o stress e melhorar a saúde.

A Importância de escolher um Multivitamínico com Minerais Quelatos

Um fator extremamente relevante é optar por um multivitamínico que contenha minerais quelatos, ou seja, minerais que passaram pelo processo de quelação.

A quelação é um processo químico em que a molécula do mineral é ligada a um aminoácido. Isto faz com que seja muito mais fácil para o organismo “quebrar” esta ligação e assim absorver o mineral. Por este motivo se fala que minerais quelatos são muito mais biodisponíveis que outros tipos de substâncias semelhantes.

O Energion Original é multivitamínico composto por uma seleção de vitaminas e minerais quelatos essenciais para o funcionamento adequado do organismo, são eles: Vitamina A, Vitamina C, Vitamina D, Vitamina E, Vitamina H, Vitamina K, Vitamina B1, Vitamina B2, Vitamina B3, Vitamina B5, Vitamina B6, Vitamina B9, Vitamina B12, Cálcio, Cobre, Cromo, Ferro, Iodo, Magnésio, Manganês, Molibdênio, Selênio, Zinco.

As vitaminas e os minerais que compõem o Energion são substâncias fundamentais ao organismo e precisam ser consumidas diariamente mesmo que em pequenas quantidades. Elas atuam em diversas funções orgânicas e agem sinergicamente, ou seja, a ação de uma pode estar interligada ou ser necessária à ação de outra. Por isso, a qualidade de um Multivitamínicos vai ser medida pelo seu número de nutrientes e se esses nutrientes estão formulados em quantidades adequadas.

Os micronutrientes podem atuar na geração de energia, no crescimento, no desenvolvimento de estruturas, no sistema imunológico, no combate aos radicais livres, no sistema nervoso, na regulação de hormônios, na produção de células sanguíneas, ou seja, na manutenção da saúde e no bem estar geral.

Conheça toda a linha de Multivitamínicos Energion:

  • Energion Original
  • Energion Bye Stress
  • Energion Homem
  • Energion Homem + 50
  • Energion Mulher
  • Energion Mulher + 50
  • Energion Sports

Referências bibliográficas:

AMORIM, A. G. TIRAPEGUI, J. Aspectos atuais da relação entre exercício físico, estresse oxidativo e magnésio. Rev. Nutr. Campinas, vol. 21, n. 5, pp. 563-575. Setembro/Outubro de 2008.

ABE-MATSUMOTO, Lucile Tiemi; SAMPAIO, Geni Rodrigues; BASTOS, Deborah H. M.. Suplementos vitamínicos e/ou minerais: regulamentação, consumo e implicações à saúde. Cad. Saúde Pública. Rio de Janeiro, vol. 31, n. 7, pp. 1371-1380. Janeiro de 2015.

ESCOTT-STUMP, S.; MAHAN, L. K. Krause: Alimentos, Nutrição e Dietoterapia. Rio de Janeiro: Elsevier, 12ª ed.2010.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.