Categorias
Bem estar

Saiba como aumentar a imunidade de forma natural!

O estado nutricional é determinante para garantir o bom funcionamento do sistema imunológico e isso só é possível com a disponibilidade de nutrientes e energia que o corpo necessita. Com isso, o uso de suplementos alimentares pode ter impacto positivo, ao oferecer nutrientes que por ventura não tem seu requerimento alcançado por meio da alimentação, no intuito de melhorar a imunidade e a resposta a agentes infecciosos. Compostos naturais, vitaminas, aminoácidos e minerais, são alguns dos nutrientes que podem promover o reforço da imunidade, melhorando a resposta imunológica e desempenhando efeitos antivirais. Neste contexto, sabemos que é possível, com o consumo de certos nutrientes como complemento da alimentação, aumentar a imunidade de forma natural

Quais fatores podem afetar a imunidade?

Sem dúvida, o estado nutricional é o fator mais relevante na interferência da resposta imunológica. Em populações em que há privação de alimentação ou são constatadas carências nutricionais, a ocorrência de desenvolvimento de doenças e a demora na recuperação de patologias, é maior.

Mas fatores externos como: fatores emocionais, estresse e a má qualidade do sono, também podem prejudicar o funcionamento do nosso sistema de defesa.

Quando há uma desregulação no sistema de defesa, pode ocorrer uma deficiência imunológica, no qual o nosso organismo não consegue combater determinado “ataque”, tornando a pessoa mais suscetível à infecções e a instalação de doenças. Não existem um alimento que, sozinho seja capaz de garantir o funcionamento normal do sistema imunológico. Isso só será garantido por meio do equilíbrio entre hábitos de vida saudáveis e alimentação equilibrada que ofereça: compostos antioxidante e anti-inflamatórios, aminoácidos, vitaminas, minerais e macronutrientes. Por isso, o estado nutricional é o fator mais importante, onde a carência de nutrientes essenciais, pode prejudicar o funcionamento do sistema imunológico e consequente diminuição na produção de células do sistema imune e componentes que atuam no sistema de defesa do organismo.

Como funciona o sistema imunológico?

O nosso sistema imunológico é complexo e conta com várias células, tecidos e substâncias para criar um exército de proteção, contra o ataque de micro-organismos ou corpos desconhecidos que possam nos causar algum mal. Esse sistema de defesa conta com um mecanismo de imunidade inata e adaptável.

Inata: É ativada quando agentes estranhos tentam entrar no corpo. Os anticorpos circulam livremente e impedem a entrada do vírus nas células-alvo para limitar a inflamação e a destruição de tecidos.

Adaptada: É a resposta que será ativada posteriormente, para ajudar a eliminar o vírus e proteger o hospedeiro de reinfecções.

A resposta ao ataque de um agente nocivo só é possível com a ativação do sistema imunológico inato, que cria uma resposta inflamatória aguda. Se a pessoa está com baixa imunidade, o sistema de defesa não consegue eliminar eficientemente os patógenos e isso a torna suscetível a infecções e outras desordens relacionadas ao ataque de agentes externos. Com isso, para manter o organismo isento e protegido de agentes estranhos e de invasão causada por outros organismos, potenciais causadores de doenças provenientes do ambiente, é preciso manter o sistema imunológico em pleno funcionamento e isso será determinado pelo estado nutricional. Pensando na estratégia de trazer benefícios ao sistema imune, com relação ao tempo da resposta imunológica, diminuir a suscetibilidade à infecção, aumentar o poder de defesa contra, ou mesmo ajudar no processo de recuperação, vamos falar de alguns compostos e nutrientes que podem aumentar a sua imunidade de forma natural.

Própolis Verde

A Própolis Verde é produzida pelas abelhas e é usada como um mecanismo de defesa da colmeia. Ela tem origem botânica específica, sendo somente derivada do alecrim do campo e, por isso, tem seu cultivo controlado para garantir a padronização da qualidade nutricional e propriedades químicas. A Própolis Verde pode trazer benefícios à saúde pela sua composição exclusiva de fitoquímicos bioativos. Com isso, ela tem capacidade antioxidante, antimicrobiana e anti-inflamatória, efeitos na regulação do ciclo celular, atividade antitumoral e reforço na defesa imunológica. O mecanismo de ação imunomodulatória e antiviral da Própolis Verde é relacionada principalmente com a sua atividade antioxidante e anti-inflamatória, que é atribuída a presença natural em sua composição de Compostos Fenólicos e Flavonoides. A Própolis Verde pode modular a função anti-inflamatória e de diferentes células envolvidas na imunidade inata e adaptativa, como macrófagos, monócitos, neutrófilos, células NK (células exterminadoras naturais importantes na resposta precoce às células infectadas), e linfócitos, estimulando a imunidade celular e aumentando os mecanismos de combate a agentes infecciosos, com isso, ajudando a aumentar a imunidade de forma natural.

β-glucanas (Cogumelo Agaricus)

As β-glucanas podem ser encontradas no Cogumelo Agaricus blazei murril que é uma espécie de cogumelo comestível nativo das regiões serranas da Mata Atlântica. As β-glucanas são fibras alimentares solúveis que tem ação imunomoduladora, que ajudam na manutenção do sistema de defesa do corpo e com isso, são indicadas para quem deseja aumentar a imunidade de forma natural. Elas aumentam as funções imunológicas por estimular o sistema imune com o aumento de células T, células NK, linfócitos B e células complementares, ampliando o número de macrófagos e monócitos, promovendo a proliferação e/ou produção de anticorpos e de várias citocinas.

Metionina

A Metionina é um aminoácido classificado como essencial e por isso, deve ser oferecido pela alimentação. A Metionina participa de mecanismos envolvidos na ativação de linfócitos T, que são células responsáveis por identificar e matar agentes patógenos ou células infectadas. Esse ataque do linfócito T, ao agente agressor é realizado usando proteínas em sua superfície, que se ligam a proteínas na superfície dos “agressores”. Os linfócitos T participam das respostas imunes adaptativas. A deficiência de Metionina pode comprometer o mecanismo imunológico, principalmente por diminuir a ativação e proliferação de linfócitos T. Por regular a ativação imune dos linfócitos T, a metionina pode trazer benefícios ao sistema imunológico, sendo uma opção para aumentar a imunidade de forma natural.

Vitamina D3

A Vitamina D auxilia no funcionamento do sistema imune, por isso, tem efeitos positivos em relação à resposta imunológica. Ela atua como um fator crucial na regulação de respostas imunes inatas e adaptáveis. A Vitamina D tem propriedades imunoregulatórias nas respostas à agentes agressores, que pode ser interessante tanto a primeira linha de defesa, quanto o final da resposta das “células T”.

Cada tipo de célula T é fundamental para a proteção imunológica contra infecções, mas a desregulação das respostas dessas células, pode causar doenças (autoimune), quando elas são ativadas cronicamente, ou, excessivamente. O papel da Vitamina D, é justamente o controle dessas respostas imunes. Portanto, o controle da ativação e proliferação das células imunes é importante para a eliminação da infecção e para prevenir a inflamação, devido a sua ativação crônica. Neste sentido, foi demonstrado que a vitamina D pode melhorar a imunidade inata, regulando a expressão e excreção de peptídeos antimicrobianos dominantes em células imunes, o que melhora ainda mais a defesa mucosa contra várias infecções virais. Estudos epidemiológicos associaram a deficiência de vitamina D ao aumento da sensibilidade a infecções respiratórias virais agudas.

Vitamina C

A Vitamina C é um antioxidante que auxilia na proteção dos danos causados pelos radicais livres e também auxilia no sistema imune. Ela tem impacto positivo no sistema imune pelo seu efeito imunomodulador e que também desempenha papel importante como cofator de várias enzimas regulatórias genéticas. A Vitamina C tem a capacidade de estimular a apoptose neutrófila para proteger o tecido do hospedeiro contra danos dos agentes agressores, desempenha papel fundamental na proliferação e maturação das células T – que protegem o corpo de vários patógenos, vírus e células cancerosas-. O consumo de Vitamina C tem sido recomendada para  aumentar a imunidade de forma natural, ajudando a diminuir a suscetibilidade à doenças e infecções. A vitamina C também é conhecida na prevenção e alívio dos sintomas semelhantes à gripe como espirro e congestão nasal, e nos seus efeitos positivos em distúrbios respiratórios.

Vitamina B6

A Vitamina B6 age como coenzima em mais de 100 reações enzimáticas, tem papel importante no metabolismo, é necessária para a resposta imune, principalmente para a resposta imune anti-inflamatório. A inflamação é um mecanismo importante para o corpo resistir à infecção por patógenos. No entanto, se descontrolado, leva a inflamação crônica, doença autoimune ou destruição de tecidos e órgãos. Macrófagos são as células-chave que mediam imunidade inata e adaptativa e associadas a uma resposta inflamatória excessiva. Quando estimulados, os macrófagos ativam mecanismos e vias de sinalização e uma variedade de fatores inflamatórios, que causam inflamação excessiva. Com isso, a Vitamina B6 é um regulador crucial da imunidade, que previne inflamações excessivas da ativação dos macrófagos. Pela atividade de supressão da inflamação, a Vitamina B6 regula o sistema imunológico e tem potencial para prevenir doenças inflamatórias autoimune.

Vitamina B9 (Metilfolato)

Certas Vitaminas do complexo B, tem papel importante na regulação de respostas imunes e inflamação e, isso não é diferente com a vitamina B9 que auxilia no sistema imune. A Vitamina B9 dá apoio nutricional ao sistema imunológico, isso significa que a sua deficiência impacta negativamente nas células imunes. A Vitamina B9 atua em mecanismos e reações que garantem o bom funcionamento do sistema imunológico, estando envolvida na produção de ácido nucleico e a síntese de proteínas, que são necessários para a atividade das células imunes. A sua falta interfere em processos metabólicos como o ciclo de metilação, serina, glicina e purina e contribui para causar o estresse oxidativo. Quando o ciclo de metilação é alterado ou ineficiente, isso pode causar inflamação sistêmica e vascular contribuindo para a fisiopatologia de outras doenças. Além disso, a Vitamina B9 tem função importante no metabolismo e na formação de células vermelhas que tem forte relação com o sistema imune no geral. Por isso, para manter o organismo protegido aumentar a imunidade de forma natural, é preciso o consumo adequado da Vitamina B9.

Vitamina B12 (Metilcobalamina)

A Vitamina B12 também auxilia no sistema imune e na formação das células vermelhas do sangue, tendo a sua deficiência, grande relação com a ocorrência de infecções. A sua disponibilidade no organismo tem associação com a contagem de leucócitos (células de defesa), plaquetas e a maturação dos glóbulos vermelhos. Ela tem papel no metabolismo de todas as células e na síntese de DNA. A deficiência de Vitamina B12 pode causar anemia, cujos sintomas podem ser: palidez, palpitações, taquicardia e fadiga e, levar ao acúmulo de homocisteína, prejudicar síntese de DNA e causar anormalidades hematológicas, como a formação de neutrófilos hipersegmentados. Todos esses eventos podem levar a maior suscetibilidade a infecções e outras consequências clínicas, por isso, a Vitamina B12 ajuda a aumentar a imunidade de forma natural.

Selênio

O Selênio é um mineral essencial com função antioxidante que auxilia na proteção dos danos causados pelos radicais livres e que também auxilia diretamente no fortalecimento e na proteção do sistema imunológico. Para uma resposta imune bem sucedida, é indispensável a presença de Selênio, pois ele tem ação imuno-estimulatória, que é medida por uma ampla gama de parâmetros, incluindo ativação e proliferação de células T, atividade das células NK, funções de células imunes inatas, e muitos outras funções celulares imunes. A deficiência de Selênio pode afetar as respostas imunes inatas e adaptáveis contra infecções bacterianas e parasitárias e, afetar a capacidade de sinalização dos macrófagos contra os patógenos. O Selênio pode aumentar a imunidade de forma natural, por exercer papel na regulação das funções das células imunes e ativação dessas células.

Zinco

Outro mineral essencial para o funcionamento do sistema imune é o Zinco. Ele é importante para o adequado funcionamento do sistema imunológico, pois está envolvido na regulação de respostas imunes inatas e adaptáveis, influencia a maturação de linfócitos, na produção de citocinas e no combate aos radicais livres, mantendo a atividade normal de macrófagos e células NK. Ele ajuda no desenvolvimento de células imunes e a sua deficiência pode levar a uma diminuição da resposta imunológica ativa e adaptativa e, ao aumento da probabilidade de ter infecções respiratórias, resfriados comuns e doenças infecciosas. Com isso, ele também é um nutriente capaz de aumentar a imunidade de forma natural.

Suplementos alimentares e imunidade

Uma nutrição desequilibrada pode resultar em uma resposta imune fraca, pela baixa capacidade do sistema imunológico em desenvolver respostas contra ao ataque de agentes agressores ou pelo desequilíbrio na regulação dessas respostas que podem causar inflamação. Portanto, se você não consegue, através da dieta, oferecer as quantidades mínimas de nutrientes necessários para o funcionamento do sistema imunológico, os suplementos alimentares devem fazer parte de uma estratégia nutricional, para garantir o seu reforço imunitário. O Imuno Upper da NatusVita é um suplemento alimentar que reúne todos esses ingredientes: Extrato de Própolis Verde Liofilizado Wax Free que oferece compostos fenólicos, β-glucanas derivadas do Cogumelo Agaricus Blazei Murril, o aminoácido Metionina, Vitaminas estabilizadas e ativas: C, D3, B6, B9, B12 e os minerais quelatos Selênio e Zinco. Além do alto valor nutricional, seus ingredientes são oferecidos com formas químicas de alta biodisponibilidade o que aumenta a absorção e facilita o seu aproveitamento dentro do organismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.