Categorias
Bem estar Saúde Saúde em Foco

Excesso de Gordura no Fígado: Será que você tem?

A Esteatose hepática, também conhecida como fígado gorduroso é uma condição caracterizada pelo acúmulo de gordura excessiva no fígado. Geralmente é causada por uma alimentação desequilibrada e está relacionada com o excesso de peso, obesidade, colesterol alto, resistência à insulina e diabetes.

Figado Gorduroso

Quais os sintomas do fígado gorduroso?

O fígado gorduroso em si, normalmente não apresenta sintomas, por isso, ele é detectado por meio de exames de rotina. Por ele não ter sintomas, é preciso ficar atento, se você está com excesso de peso ou obesidade, aumento do volume abdominal, aumento dos triglicerídeos e com uma rotina alimentar desequilibrada. 

A esteatose hepática é uma condição reversível, porém, quanto maior e mais prolongado o acúmulo de gordura no fígado, maiores são os riscos de lesão nesse órgão. 

Por isso, é importante, nos casos de diagnóstico de fígado gorduroso seguir o tratamento conforme orientação profissional, para que o quadro não evolua para hepatite gordurosa que pode ainda evoluir para cirrose hepática.

Figado Gorduroso - Como Tratar

Excesso de Gordura no Fígado: Como tratar?

A esteatose hepática ou fígado gorduroso pode evoluir para uma lesão no fígado. Quando tem excesso de gordura e por muito tempo, as células do fígado podem sofrer danos, ficando inflamadas, o que leva à esteato-hepatite ou hepatite gordurosa. Cerca de 20% dos pacientes que chegam a essa condição, evoluem para cirrose hepática.

Mas para o acúmulo de gordura no fígado existe tratamento.

Como tratar?

O tratamento envolve basicamente a perda de peso, através de mudanças alimentares com algumas restrições e a adoção de exercício físico. 

Como deve ser a sua alimentação: rica em fibras, com frutas, legumes, verduras, farelos, farinhas integrais, pobre em gordura e com ingestão adequada de água.

Como não deve ser a sua alimentação: com carboidrato refinado (pão, bolacha, macarrão, açúcar), com queijos gordos, embutidos, manteiga, aquela gordura aparente da carne, aliás, o mínimo de carne vermelha é muito importante! Não consuma álcool. O álcool é fator de risco nesses casos.

E, por fim, fica aqui a nossa orientação para procurar um profissional nutricionista para te ajudar na mudança dos hábitos alimentares.

Deixe seu comentário