Categorias
Saúde em Foco Suplementos

Licopeno e a saúde do homem: o que você precisa saber

Conheça as melhores fontes de Licopeno o como aumentar o seu aproveitamento dentro do organismo.

O Licopeno é um tipo de pigmento ou carotenoide que é um grupo de substâncias com atividade antioxidante que atuam para neutralizar as reações dos radicais livres.  A produção excessiva de radicais livres pode levar a diversas formas de dano celular e a longo prazo pode estar envolvida com a origem ou desenvolvimento de várias doenças.

O Licopeno pode ser encontrado em frutas como a goiaba, pitanga e melancia, mas a sua principal fonte na natureza, é o tomate. Com isso, a maior ingestão de Licopeno na alimentação, acontece pelo consumo de tomates. Entretanto, alguns fatores podem afetar as concentrações de Licopeno desses frutos, como o tipo e variedade do tomate, práticas agrícolas, condições ambientais de amadurecimento e grau e, até a incidência solar sobre eles. Quanto mais maduro e mais vermelho o tomate, maior a concentração Licopeno. No processo de maturação ele perde a cor verde, que é a concentração de clorofila e vai adquirindo o aspecto mais avermelhado, que é o próprio Licopeno. Entretanto, existem fatores que influenciam na sua biodisponibilidade, ou seja, no teor de aproveitamento dentro do organismo.

Como aumentar o aproveitamento do Licopeno dentro do organismo?

O Licopeno é mais biodisponível em produtos com tomate processado, do que em sua forma in natura. Após o processamento do tomate, o Licopeno sofre alteração na sua estrutura que aumenta a sua atividade biológica. Isso significa, que existe diferença entre consumir um tomate fresco, ou consumí-lo na forma de molho ou extrato, por exemplo. Quando o tomate é aquecido, aumenta-se o teor de Licopeno, como se ele fosse liberado.

Funciona da seguinte maneira: o tomate é processado ou aquecido, isso enfraquece a conexão entre o Licopeno e a matriz tecidual, há o rompimento da parede vegetal das suas células e com isso, libera o Licopeno do cromoplasto que é onde ele fica armazenado. A liberação do Licopeno favorece sua absorção, visto que, componentes da parede vegetal celular não podem ser digeridos pelo trato digestório.  Outra característica do Licopeno, é que ele é lipofílico, as interações entre ele e as gorduras aumentam a sua biodisponibilidade. Consumir ou utilizar óleos na preparação do tomate, também favorece a absorção do licopeno, pela estimulação da secreção de sais biliares.

Pensando nos benefícios do Licopeno para a saúde é importante levar em consideração os fatores que afetam a sua biodisponibilidade para ter maior aproveitamento dentro do organismo.

Suplementos de Licopeno, são uma boa opção?

Conforme já abordado, o tomate que é a principal fonte Licopeno, pode variar muito em seu teor. São muitos os fatores que contribuem para essa concentração e outros que afetam a sua eficácia na absorção. Por conta de todas essas variações e pela sua importância na saúde, é possível encontrar suplementos a base de Licopeno e esta pode ser uma boa opção. Um suplemento que oferece 10 mg de Licopeno, por exemplo, é o equivalente você consumir 200g de tomate, que pode ser mais ou menos 2 tomates e meio. O suplemento de Licopeno além de padronizar a quantidade oferecida, ele se apresenta em sua forma, digamos, ativa porque ele foi processado e já ocorreu o rompimento da parede vegetal.

Câncer de Próstata

Você já deve ter ouvido falar que, o Licopeno pode ajudar na prevenção do câncer de próstata. Realmente esta informação faz sentido, porque a atividade antioxidante do licopeno, tem sido estudada especificamente por sua potencial propriedade anticancerígena. A próstata é composta por muitas células que naturalmente se dividem e se proliferam de forma ordenada e controlada, porém também pode conter células com padrões de divisão modificados que dão origem a tumores nesse local. O câncer de próstata é o tipo mais comum entre os homens e é uma das maiores causas de morte entre eles. O câncer de próstata pode ser assintomático, por isso, que é importante manter uma rotina com acompanhamento médico e de exames clínicos para um diagnóstico precoce e assim, aumentar as chances de sucesso do tratamento. Estudos em humanos descobriram que o maior consumo de Licopeno ou maiores níveis de Licopeno encontrado no organismo, estavam associados a menor risco de câncer de próstata.

Em estudo recente de Soares et al. (2019), a análise do ciclo celular revelou diminuição no percentual de células cancerígenas da próstata após 96 hrs de tratamento ao usar teor de Licopeno a partir de pasta de tomate e extrato de tomate. O teor de licopeno também aumentou apoptose (morte celular) em ambas as linhas de células cancerígenas da próstata. Nesse estudo, o Licopeno se mostrou um potente inibidor e detentor da proliferação celular e do aumento da apoptose nas células cancerígenas da próstata humana.

Portanto, o Licopeno tem uma potente ação antioxidante, principalmente na proteção das membranas celulares e tecidos combatendo a ação dos radicais livres. Aqueles radicais livres que são gerados a todo o momento no nosso organismo, que tá envolvido em danos celulares, doenças e no processo de envelhecimento. Além, disso, pode ser um aliado na promoção da saúde do homem.

Agora que você já sabe tudo sobre o Licopeno, que tal adicionar ele no seu dia-a-dia? Aqui na NatusVita, você encontra o Licopeno extraído do tomate, em cápsulas vegetais.

Referências:

Soares N. D. C. P., et al. Análise comparativa do teor de licopeno de diferentes produtos alimentícios à base de tomate na atividade celular das linhas celulares do câncer de próstata. Alimentos. 2019;8( 6):201. Publicado em 2019 Jun 10.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *