Categorias
Saúde em Foco Suplementos

Óleo de Krill x Óleo de Peixe: Entenda a diferença!

O Krill (Euphausia superba)é um pequeno crustáceo encontrado nas águas frias do oceano Antártico. Ele é muito importante para o ecossistema marinho, por servir de alimento para uma série de peixes e animais. Apesar de não ser tão popular quanto espécies como o salmão, sardinha, atum e arenque, o Krill é uma importante fonte de Ômega 3 do tipo DHA (ácido docosahexaenóico) e EPA (ácido eicosapentaenoico) e de outros compostos bioativos, como a Astaxantina. Nos últimos anos o Krill tem sido investigado e vem ganhando cada vez mais espaço como um suplemento nutricional para melhorar a saúde humana. O que não está muito clara, é a diferença do Óleo de Krill para os demais óleos de peixe, já que ambos oferecem o Ômega 3. Por isso, vamos trazer aqui neste post os diferenciais do Óleo de Krill e esclarecer o porquê ele não é “só” mais um óleo que oferece o Ômega 3.

Qual o diferencial do Óleo de Krill?

O Óleo de Krill possui uma composição química e nutricional única. O que significa que apesar de oferecer o “mesmo” Ômega 3 DHA e EPA, como outros óleos de peixe oferecem, a forma química em que ele se apresenta é diferente. Além disso, ele possui outros compostos bioativos que potencializam o efeito desse Ômega 3 DHA e EPA o que também ajuda na sua absorção. O Óleo de Krill é rico em Ômega 3 DHA e EPA, presentes em sua maior parte na forma de fosfolipídios, ao contrário dos óleos de peixe que estão apenas na forma de triglicérides. Para a saúde humana essa característica é muito significativa, uma vez que os fosfolipídios são bem absorvidos pelo intestino e são prontamente incorporados nas membranas celulares, significando uma absorção e aproveitamento muito mais favorável para o organismo. Vários estudos destacaram que o Ômega 3 DHA e EPA proveniente do Óleo de Krill pode ser mais eficaz nos seus benefícios por ser incorporado a fosfolipídios, se comparada a mesma dose na forma de triglicérides.

Vários estudos têm investigado os efeitos da suplementação de Óleo de Krill na saúde, e esses efeitos parecem ser superiores aos do óleo de peixe. Isso é atribuído à maior biodisponibilidade do Ômega 3 DHA e EPA, que estão na forma de fosfolipídios. Com isso, a diferença do Óleo de Krill para os óleos de peixe, é que ele apresenta efeitos equivalentes ou melhores, mesmo em menor teor, pela diferença em sua forma química de incorporação. Isso mesmo! O Óleo de Krill pode apresentar benefícios equivalentes ou superiores à outras formas de Ômega 3, mesmo que em doses menores.

Óleo de Krill como fonte de Astaxantina e outros compostos

O Óleo de Krill é rico em outros nutrientes como a Vitamina A e E, Colina, minerais, Fosfolipídios – em especial a fosfatidilcolina-, Flavonoides e Astaxantina. Esses compostos podem atuar de forma sinérgica e com afinidade, tendo impacto positivo na saúde, além de provavelmente melhorar a bioacessibilidade do Ômega 3 DHA e EPA contido no Óleo de Krill. A Colina por exemplo, é um nutriente essencial, uma vez que é necessária na síntese de neurotransmissores (acetilcolina) e fosfolipídios. Já a Astaxantina que é um potente antioxidante, juntamente com a Vitamina E, atua na preservação do Óleo de Krill contra a oxidação e possui propriedades potenciais promotoras para a saúde. O teor de Astaxantina do Óleo de Krill foi avaliado como uma característica peculiar que dá a ele mais propriedades antioxidantes do que o óleo de peixe. Resultados de um estudo demonstraram que a Astaxantina foi capaz de proteger a linha celular neuronal humana de um estímulo danoso oxidativo através de sua capacidade de agir como um agente protetor da mitocôndria, além de ter propriedade anti-inflamatória.

Benefícios do Óleo de Krill para a saúde

Por sua composição única, o Óleo de Krill têm mostrado várias propriedades farmacológicas, podendo trazer diversos benefícios para a saúde, em especial para ajudar a minimizar os fatores de risco relacionados a doenças cardiovasculares, mesmo em pessoas com alto risco de desenvolver essa condição.  Ele também tem sido associado a melhora na disfunção endotelial e na redução de altos níveis de triglicerídeos. Além disso, o Óleo de Krill pode ser benéfico no controle dos fatores de risco para doenças neurológicas, inflamatórias, bem como a prevenção do câncer e a promoção da saúde da microbiota intestinal. Outras aplicações observadas no Óleo de Krill:

  • Resistência à insulina: o aumento do consumo de Ômega 3 pode contribuir para melhorar a intolerância à glicose e a resistência à insulina quando comparado à sua forma de triglicérides.
  • Função cognitiva: Ômega 3 incorporado a fosfolipídios têm o potencial de trazer efeitos benéficos sobre a função cognitiva, que é o caso do Óleo de Krill. Ajuda a amenizar a redução da função cerebral associada ao envelhecimento. Ele tem sido associado com a melhora da função cognitiva, tarefa de cálculo e memória, possivelmente pela incorporação à fosfatidilcolina que atua na função cerebral de forma mais eficiente do que aquelas incorporadas a triglicérides. A fosfatidilcolina é utilizada pelos tecidos cerebrais e atua nas transmissões nervosas.
  • Sistema Imune: Os níveis de produção de células do sistema imunológico e a atividade citotóxica de células assassinas naturais, foram significativamente aumentados em atletas suplementados com Óleo de Krill.

Nesse sentido, a suplementação com o Óleo de Krill pode ser uma maneira natural de aliviar os sintomas dessas condições, potencialmente em combinação com as terapias convencionais.

Cansado do gosto de peixe dos suplementos de Ômega 3?

Outra vantagem do Óleo de Krill é que por ser incorporado a fosfolipídios eles são compatíveis com a membrana celular do intestino, o que possibilita uma maior biodisponibilidade do seu conteúdo, favorecendo assim a sua absorção. Isso pode ser traduzido em conforto gástrico. Essa facilidade na absorção faz com que o consumo do Óleo de Krill não cause desconforto digestivo e nem cause arrotos ao longo do dia, como ocorre com o óleo de peixe.  Por isso, o Óleo de Krill é indicado para pessoas que possuem sensibilidade gástrica ou não toleram bem o consumo de óleo de peixe.

Vantagens de escolher o Óleo de Krill:

  • Maior conforto digestivo;
  • Maior biodisponibilidade do Ômega 3 DHA e EPA;
  • Óleo ultra purificado;
  • Possui 100% de Óleo de Krill;
  • Contém Astaxantina;
  • Atividade biológica inalterada;
  • Não possui aditivos artificiais em seu conteúdo.

Portanto, apesar da abundância de ácidos graxos no óleo de peixe, a bioacessibilidade do Ômega 3 DHA e EPA e a presença de Astaxantina no Óleo de Krill podem proporcionar benefícios superiores à saúde e atender às recomendações para o consumo desse ácido graxo essencial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.